Notícias

Notícias

Sorvete ameniza efeitos da quimioterapia
Galeria de Mídia
24 de abril de 2019

Sorvete ameniza efeitos da quimioterapia

Sorvete produzido com componentes diferenciados é incluso na dieta de alguns pacientes em quimioterapia, do Hospital Unimed Criciúma. Além de agir como complemento alimentar, a sobremesa funciona como anestésico sensorial e anti-inflamatório. Também proporciona maior redução dos efeitos medicamentosos do que outros alimentos de baixa temperatura.


A Unimed é a primeira instituição hospitalar da região a oferecer este produto a seus pacientes. O sorvete foi desenvolvido por meio de pesquisas desenvolvidas no Hospital Universitário da UFSC e testada com paciente da instituição hospitalar. “Alguns tratamentos quimioterápicos provocam feridas na boca (mucosite) e muita náusea. Este tipo de sorvete, específico, possui alguns ingredientes que minimizam estes efeitos. Ocorre como se o gelado do sorvete formasse uma camada protetora na mucosa oral e a medicação não chegasse na via oral, tanto quanto chega ao resto do corpo”, explica a coordenadora do setor de quimioterapia, Aline Bezerra.


A Unimed Criciúma adquire o produto de uma empresa do setor, responsável pela fabricação. O sorvete é consumido no momento que o paciente recebe a quimioterapia. “O objetivo é diminuir os efeitos da quimioterapia, para que o paciente fique melhor durante o tratamento. Ao invés de medicá-lo para aliviar a dor, temos esta opção. Um protocolo foi montado, onde define quais paciente podem consumi-lo”, acrescenta. O componente inclui além de frutas, outros ingredientes como azeite de oliva, gordura de alto valor nutricional e proteína. Ambos ajudam no tratamento dos pacientes.


* Consulte a cobertura de seu plano de saúde

Outras Notícias