Notícias

Notícias

03 de setembro de 2018

Cirurgia desenvolvida na Itália é realizada no Hospital Unimed

A Ortopedia do Hospital Unimed Criciúma iniciou uma técnica cirúrgica inovadora para o tratamento de lesões osteocondrais no joelho. A “condrogênese induzida por matriz autógena”, que consiste na utilização de membrana animal, por meio de uma cirurgia videoartroscópica. Na região, é a primeira vez que este tipo de procedimento cirúrgico é feito. 



Neste primeiro tratamento, realizado em um paciente de 40 anos, a equipe de ortopedia utilizou membrana de origem eqüina na reparação biológica da cartilagem. Minimamente invasiva e de uma única etapa, o procedimento cirúrgico foi considerado um sucesso. A cirurgia foi comandada pelo ortopedista, cirurgião de joelho e médico do esporte, Mário César Búrigo Filho, com o auxílio do cirurgião do quadril, dr. Fernando Lupselo.



“É uma membrana constituída por colágeno liofilizado de cavalo. A recuperação é um pouco demorada, onde o paciente precisa utilizar muletas e fazer sessões de fisioterapia para reestabelecer a amplitude de movimento sem carga durante a marcha. A opção terapêutica tem apresentado bons resultados no Brasil”, explica Búrigo Filho. “A técnica foi trazida da Itália, quando participei de um curso na cidade de Turim. Acredito que no Estado, esta é uma das primeiras vezes em que a nova técnica foi utilizada”, destaca.



 



O paciente, que optou pelo novo método, reside em Criciúma e teve uma lesão de cartilagem há mais de dois anos. Ele já havia realizado o tratamento com micro perfurações, associada com a reconstrução do ligamento cruzado anterior, mas seu quadro de dores persistiu. “O local da lesão do paciente é considerado uma área de carga mecânica. Ocorreu em uma região determinada. Esta opção terapêutica não possui  recomendações para perdas globais de cartilagem na articulação”, acrescenta o médico.



Princípios básicos



A condrogênese induzida por matriz autógena (AMIC) é um inovador procedimento cirúrgico biológico para o tratamento de lesões traumáticas condrais e osteocondrais. Este procedimento de passo único combina o método de microfraturação. Também pode ser aplicado uma matriz dupla-face de colágeno de origem suína. AMIC alcança alívio da dor e restaura a funcionalidade da articulação, com o objetivo de recuperar a mobilidade completa, permitindo voltar ao estilo de vida e nível de vida anteriores. Retarda a degeneração de cartilagem, com o objetivo de evitar ou abrandar a cirurgia de substituição parcial ou total da articulação (substituição do joelho).


Outras Notícias